Trainspotting: Escolhas

Texto originalmente publicado no blog do Iradex.net e pode ser lido nesse link.


t2-trainspotting-1200-1200-675-675-crop-000000

Escolha adaptar um livro escrito com o humor ácido de um dependente químico escocês para o cinema.

Escolha Danny Boyle para transformar o relato visceral e divertido das drogadas “aventuras” em obra cinematográfica marcante.

Escolha Ewan McGregor em inicio de carreira como protagonista carismático e alucinado.

Escolha retratar o submundo escocês de Edimburgo formada por jovens ansiosos, rebeldes, desbocados e desequilibrados viciados em heroína e adrenalina.

Escolha muito rock e eletropop britânico como trilha sonora para acompanhar a frenética história.

Escolha mostrar o lado podre e trágico das drogas ao mesmo tempo que bizarro e surreal nas situações vividas e viagens alucinógenas.

Escolha questionar os seus pais, a sociedade em que vive, o padrão de vida estabelecido, o cotidiano, o consumismo, o conformismo.

Escolha unir drogas, sexo, rock n’roll, violência, futebol, cultura britânica e humor com uma edição ágil e cativante.

Escolha seus amigos. Escolha o seu futuro. Escolha outra coisa. Escolha viver.

Escolha (re)ver Trainspotting.

Continuar lendo