A Luta do Século

Ali x Foreman / Tyson x Holyfield / Mayweather x Pacquiao / Balboa x Creed.

Grandes rivalidades do Boxe deixadas na lona pela disputa que acontece há vinte anos por quem tem a mão mais pesada e a língua mais afiada do Nordeste em:

A Luta do Século – Luciano “Todo Duro” Torres vs Reginaldo “Hollyfield” Andrade

A Luta do Século

De um lado do rinque, o ex-jardineiro pernambucano que se tornou campeão nos anos 90 lutando contra miséria, analfabetismo e preconceito. Apresentando estilo provocador e três vitorias no confronto: Luciano “Todo Duro”.

No outro corner, o ex-estivador baiano que conseguiu através do físico atlético sucesso no boxe profissional e ajudar a numerosa família. Possuindo perfil “pavio-curto”, poucas palavras e também três vitórias: Reginaldo “Hollyfiled”.

Fotos de arquivo Luciano Todo Duro x Reginaldo Holyfield

Narrando essa história, o diretor Sérgio Machado (Madame Satã, Cidade Baixa) que viu nos personagens trajetórias que se cruzavam além dos ringues e uniu os ex-atletas depois de 12 anos do último confronto para a sétima e decisiva luta.

A rivalidade que se tornou popular pelas “discussões acaloradas” em programas esportivos para divulgar os confrontos se estendeu para as torcidas de cada estado. As diferenças entre pernambucanos e baianos subiam literalmente no ringue.

A luta pela sobrevivência no esporte semi-amador e a dura realidade dos que se aposentam é exposta nos dois. Em “Todo Duro” que foi preso após briga com taxista e vive de pequenos serviços. E por “Hollyfiled” que sofreu queimaduras com sequelas após um incêndio, virou evangélico e sonha em ser vereador.

A Luta do Século - Sessão de estréia
Sessão de estréia em Fortaleza. Apesar das provocações, mantiveram a distância.

Personagens folclóricos como o traficante “promotor” das lutas e empresários permeiam os bastidores da preparação dos lutadores, que recuperam um pouco do físico, reflexos e pernas para baterem o peso e lutarem.

Um documentário raiz onde o falatório é divertido e a peia é grande.

Vencedor do Prêmio do Júri de melhor documentário no Festival do Rio 2016, testemunhem aqueles que batem em cima do ringue e esquivam das dificuldades fora. Porém sem nunca perder o bom humor e a oportunidade de irritar o rival.


 

Anúncios

Deixe uma resposta