Romance Moderno

Texto originalmente publicado no site Iradex.net e pode ser lido nesse link.


“Como hoje todos temos um mundo social no celular, levamos no bolso todo tipo de desencontro, drama e romance.”

Se você já esperou resposta para mensagem enviada após um encontro romântico e foi ignorado, saiba que não estamos sozinhos no amor nos tempos digitais.

Aziz Ansari, da genial Master of None, também passou pela universal experiência e observou esses comportamentos contemporâneos moldados por novas tecnologias.

Depois de abordar o tema no seu stand-up e no episódio “First Date” da segunda  temporada da série, ele decidiu se aprofundar no assunto.

romance-moderno

Para isso, se uniu com Eric Klinenberg, sociólogo especialista em cultura urbana e mídia, em um projeto ao redor do mundo e de volta ao tempo para estudar as relações amorosas no mundo moderno através de seu olhar bem humorado.

O resultado da pesquisa é o livro Romance Moderno – Uma investigação sobre relacionamentos na era digital.

(Cia das Letras, 2016)

“Para os mais jovens, a vida social acontece em redes como o Instagram, o Twitter, o Tinder e o Facebook tanto quanto na faculdade, café ou balada.”

Através de entrevistas com idosos, grupos de jovens de diferentes culturas, pesquisadores sociais renomados, e discussões no fórum Modern Romantics do site Reddit, a dupla analisou dados comportamentais de milhares de pessoas.

A pesquisa foi realizada presencialmente em Nova Iorque, Paris, Tóquio, Buenos Aires e Doha, onde conversaram sobre: procurar e escolher entre muitos, fotos de perfis, primeiro encontro, troca de mensagens, assumindo compromisso, sexting e nudes, traição e separação, monogamia e relacionamento aberto, stalkear e ciúme virtual.

As viagens também foram uma desculpa para Aziz explorar a culinária local, pois as referências a comidas no livro servem de analogia a relacionamentos incontáveis vezes. Desde conceitos de homens japoneses “herbívoros” até argentinos “caçadores”.

dialogo_romance_moderno

Conduzindo pesquisas sociais que desvendaram peculiaridades e interação digital de cada cultura, uma linha do tempo da busca pelo par perfeito foi traçada.

Desde casais formados na vizinhança e por classificados no jornal até sites de relacionamento e aplicativos. Como as pessoas se conheciam e se apaixonavam e como fazem hoje?

Porém, o escopo do livro vai além com temas como Amor Apaixonado x Amor Companheiro, que independem de tecnologia, e o humor peculiar de Aziz nos conduz com leveza pela leitura usando citações até dos rappers Pitbull e Flo Rida.

aziz_kyoto

Esse livro pode não trazer o crush descombinado de volta em três dias, mas faz refletir sobre o comportamento de todos, inclusive o seu, na era do romance moderno, esteja solteiro no Tinder ou em relacionamento no grupo de família do Whatsapp.

“Embora as novas ferramentas de comunicação possam causar estresse e ansiedade, a tecnologia nos dá a chance de guardar esse registro bastante único das nossas experiências românticas.”

O primeiro capítulo foi publicado pela revista Piauí, em forma de artigo. Leia aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s