Navios Autônomos

Depois de carros elétricos (tesla) e autônomos (uber) se tornarem realidade, chegou a vez da Internet das Coisas alcançar os mares e otimizar o transporte marítimo de cargas. Os navios elétricos e sem tripulação são a nova onda logística.

A Yara International, fabricante de fertilizantes, e a Kongsberg, empresa de tecnologias náuticas, desenvolveram o Yara Birkeland, navio de carga operado remotamente por meio de GPS, sensores e sistemas informatizados. Segundo a Revista Veja, as operações estão programadas para o final de 2018, com pequena tripulação a bordo, até o funcionamento completamente autônomo, em 2020.

A embarcação carregará até 120 contêineres com fertilizantes de Porsgrunn até Larvik, cidades norueguesas aproximadamente 22 km distantes. Quando em operação plena, o navio substituirá 100 caminhões, que fazem 40.000 viagens por ano. Os benefícios serão: diminuição nas despesas operacionais e contribuição ambiental com 700 toneladas de gás carbônico a menos na atmosfera.

Um projeto desse porte envolve uma serie de questões como segurança digital e ambiental, leis marítimas e adaptação de portos, desativação de postos de trabalho. Para pensar no assunto, recomendo a leitura do artigo “Os Navios de carga autônomos, sua evolução e consequências” publicado no site Sail Brasil.

Com a Internet das Coisas automatizando o transporte na terra e mar, bem como o uso disseminado de drones, o transporte aéreo será o próximo alvo tecnológico?

Mais Sobre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s