Guardiola Confidencial

guardiola

Aos que têm dúvidas. Porque eles estão certos.

Com essa citação o jornalista espanhol Martí Perarnau abre o livro Guardiola Confidencial, que relata a primeira temporada do técnico catalão no clube alemão Bayern de Munique. Com permissão do próprio Pep Guardiola para entrar nos vestiários e acompanhar os detalhes do seu trabalho de campo, o autor faz um interessante diário de bastidores para aqueles apaixonados por futebol, como eu.

Seu trabalho delineou os traços de um personagem tão genial quanto atormentado, apaixonado pelo futebol mas, ao mesmo tempo, incapaz de desfrutar totalmente das vitórias por culpa de sua obsessiva busca pela perfeição.” (Ed. Grande Área, 2015)

O livro abre com um delicioso relato do encontro entre Guardiola e Garry Kasparov, o enxadrista russo. Segundo o jornalista André Kfouri, um encontro de cérebros privilegiados traduzido em palavras e uma linha direta com o “Steve Jobs do futebol“.

Porém, o livro é mais proveitoso para quem acompanha futebol, conhece os personagens citados, as características dos jogadores, as partidas disputadas, etc. As soluções encontradas para resolver os problemas de desfalques; as inovações táticas para ganhar os jogos; a utilização de jogadores em diferentes posições; o gerenciamento do time; a obsessão pelo alto rendimento; tudo isso em detalhes.

Por exemplo, a criação de um restaurante dentro do estádio para os jogadores se alimentarem melhor pós-jogos e ao mesmo tempo confraternizarem com suas famílias. A lembrança da histórica goleada do Barcelona no Real Madrid, resultado de uma mudança na posição do Leo Messi em campo, vislumbrada em uma noite de insônia. A transformação do lateral direito Philipp Lahm em meio campista, num momento de necessidade, que foi o símbolo dos campeonatos conquistados a seguir.

Principalmente a adaptação do treinador e clube a culturas diferentes são descritas: iniciando pelo idioma dominado por ele na chegada; passando pelo modelo de gestão e marketing alemão; finalizando na filosofia adotada para se jogar futebol.

Após três temporadas na Alemanha, o treinador foi para o Manchester City enfrentar novos desafios, “enxadristas” e ter novas dúvidas na competitiva liga inglesa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s